Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Lisboa, 1945, Cheias

As Cheias de 1945, em Lisboa: "se tivessem coincidido com a hora da maré cheia, as inundações teriam assumido proporções ainda muito mais graves", era desta forma que o "Diário de Lisboa", de 18 de Novembro de 1945, se referia à forte precipitação que desde as 04:30 Horas, e durante 5 Horas sem interrupção, se abateu sobre Lisboa.
A zona de Alcântara, ao Poço do Bispo, foi a zona mais afectada da cidade, mas zonas como, a estrada de Benfica, o Campo Grande, Palhavã, as Avenidas Novas, a Baixa, foram igualmente muito afectadas.

De realçar a brilhante cobertura fotográfica de Judah Benoliel, que nos permite ter uma visão do que se passou.

Inundações, à esquerda a capela do Hospital Cur

Inundações, à esquerda a capela do Hospital Curry Cabral e, à direita, a Maternidade Abraão Bensaude, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações na Rua de S. Paulo, 18-11-1945, foto

Inundações na Rua de S. Paulo, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Av. 24 de Julho1.jpg

Inundações, Av. 24 de Julho, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Av. 24 de Julho, frente ao Boqueirã

Inundações, Av. 24 de Julho, frente ao Boqueirão Duro, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, junto da estação do Cais do Sodré

Inundações, junto da estação do Cais do Sodré, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Terreiro do Paço1.jpg

Inundações, Terreiro do Paço, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Terreiro do Paço.jpg

Inundações, Terreiro do Paço, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, rua Bernardino Costa, e a Rua do Ars

Inundações, rua Bernardino Costa, e a Rua do Arsenal, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Rossio1.jpg

Inundações, Rossio, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, rossio.jpg

Inundações, Rossio, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Av. da República.jpg

Inundações, Av. da República, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

Inundações, Estrada de Benfica.jpg

Inundações, Estrada de Benfica, 18-11-1945, foto de Judah Benoliel, in a.f. C.M.L.

 

O Passeio dos Arcos

"Ingressemos na chamada «Entrada do Passeio dos Arcos», êste pequeno eirado sumàriamente ajardinado, ao fundo do qual se encontra o portão de ferro que conduz à galeria alta do Aqueduto.

Aquela estátua mutilada, representando um guerreiro romano, segurando um escudo das quinas no braço esquerdo, é obra, segundo se crê, de Alexandre Guisti; parece guardar simbòlicamente a entrada dos Arcos...Alguns críticos estrangeiros consideram este Monumento, que o Terramoto nem sequer abalou, uma das construções mais arrojadas e belas do mundo, «igualando os maiores monumentos dos romanos».
Este Passeio dos Arcos houve tempo em que foi público, para trânsito dos arredores até Campolide (Rato).
Teve porém de ser fechado, após várias tentativas ante a resistência pública, em 12 de Agôsto de 1852. É que os suicídios contavam-se por centenas. Quanto aos famosos crimes de Diogo Alves neste Passeio dos Arcos têm mais de fantasia que de realidade; do processo de condenação nada consta."
in "Peregrinações em Lisboa, Livro 11, pág.s 84 e 85, de Norberto de Araújo

Aqueduto das Águas Livres, foto de Paulo Guedes.j

Aqueduto das Águas Livres, post. 1912, foto de Paulo Guedes, in a.f. C.M.L.

O Guerreiro, estátua colocada na entrada do aqued

O Guerreiro, estátua colocada na entrada do aqueduto das Águas Livres em Campolide, s/d, foto de Eduardo Portugal, in a.f. C.M.L.

O Guerreiro, estátua colocada na entrada do aqued

 Entrada do aqueduto das Águas Livres em Campolide, s/d, foto de Eduardo Portugal, in a.f. C.M.L.

Aqueduto das Águas Livres, entrada do passeio dos

Aqueduto das Águas Livres, entrada do Passeio dos Arcos, do lado da Serafina, s/d, foto de Paulo Guedes, in a.f. C.M.L.

O Passeio dos Arcos do Aqueduto das Águas Livres,O Passeio dos Arcos do Aqueduto das Águas Livres, encerrado por questões de segurança em 1852, c. 1912, foto de Paulo Guedes, in a.f. C.M.L.

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D