Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

Paixão por Lisboa

Espaço dedicado a memórias desta cidade

O Quartel da Cova da Moura e a Torre da Pólvora

A construção, em 1696 1670, de uma "Torre da Pólvora", depósito ou paiol de pólvora, num recinto relativamente largo; esteve na origem do topónimo Rua da Torre da Pólvora, antecedente da Rua da Cova da Moura, que se manteve, até à abertura da Avenida Infante Santo, nos idos anos 50, do século XX.
Esta construção, após o abandono da sua função inicial, foi convertida em presídio em 1843, sendo mais tarde, e após a reconstrução e ampliação de casas anexas ao velho casarão, ocupado pelo Regimento de Infantaria 7. Posteriormente, já em 1889, passou a acolher vários serviços de Administração Militar, e em 1928, uma Companhia de Trem Hipomóvel.
Com as obras para a abertura da nova avenida, no final da década de 40, foi o aquartelamento, sendo demolido, tendo contudo, alguns dos edifícios resistido, à inauguração da referida avenida.
O interesse deste quartel, residia na sua fachada de pedra, em jeito de entrada de Castelo setecentista, ostentando na sua parte superior três nichos com imagens de santos. E ainda nos muros que ladeavam o pórtico, onde se notavam contrafortes do tempo da Torre e do presídio.

Bibliografia: Peregrinações em Lisboa, Livro 9, de Norberto de Araújo.

Panorâmica sobre o Quartel da Cova da Moura, c. 1

 Panorâmica sobre o Quartel da Cova da Moura, c. 1947, foto de Eduardo Portugal, in a.f. C.M.L.

Demolição do Quartel da Cova da Moura, 1947.jpg

Demolição do Quartel da Cova da Moura, 1947, foto de Eduardo Portugal, in a.f. C.M.L.

Mapa topografico dos Terrenos que medeião entre a

Localização da Torre da Pólvora. "Mapa topografico dos Terrenos que medeião entre a Pampulha e a Calçada da Estrella", in  http://purl.pt/18565/2/

Planta Topográfica de Lisboa 8 E, 1911, de Albert

Localização do Quartel da Cova da Moura. Planta Topográfica de Lisboa, 8 E, 1911, de Alberto de Sá Correia, in A.M.L.

Demolição do Quartel da Cova da Moura, 1947, fot

Demolições no Quartel da Cova da Moura, 1947, foto de António Serôdio, in a.f. C.M.L.

Demolições no Quartel da Cova da Moura, 1949, fo

Demolições no Quartel da Cova da Moura, 1949, foto de Roiz, in a.f. C.M.L.

Avenida Infante Santo em construção, 1950, foto

Avenida Infante Santo em construção, 1950, ainda são visíveis em ambos os lados, edifícios pertencentes ao antigo Quartel, foto de Eduardo Portugal, in a.f. C.M.L.

Rua Cova da Moura

Os terrenos agrícolas bem cuidados, que se vêem nesta imagem, ( identificados na planta de Alberto de Sá Correia, como Quinta do Desembargador ), não nos lembrariam no imediato a Avenida Infante Santo, mas é um facto. Hoje em dia, nestes mesmos campos corre uma moderna avenida, rasgada no final dos anos 40 início dos anos 50 do séc. XX.
A rua que vemos mesmo à nossa frente é a Rua Cova da Moura (1), e a torre sineira que se avista no prolongamento desta mesma rua, é a torre da Igreja do Paço das Necessidades.
A rua que atravessa a imagem no sentido ascendente era a antiga Rua da Torre da Pólvora (2). Esta rua e a sua envolvente poderão ser melhor observadas aqui num artigo de 2007, de um blogo amigo.

Panorâmica, rua cova da moura em frente ni.jpg

Panorâmica, em frente é a Rua Cova da Moura, s/d, fotógrafo n/i, in a.f.C.M.L.

0001_M.jpg

 Planta Topográfica de Lisboa 8 E, 1910, de Alberto de Sá Correia, in A.M.L.

Palácio das Necessidades, sd, foto de Legado Seix

Palácio das Necessidades, s/d, foto de Legado Seixas, in a.f.C.M.L.

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D